Skip to Main Content

2018 Brasil Spencer Stuart Board Index

2018 Brasil Spencer Stuart Board Index

Destaques em 2018

A edição de 2018 do Brasil Board Index traz informações sobre as tendências e práticas de governança de 187 empresas listadas nos segmentos especiais da [B3], Bolsa de Valores do Brasil.

Em sua quarta edição, o Board Index está focado na composição dos Conselhos, incluindo dados sobre comitês e práticas de Governança Corporativa.

  • O tamanho médio dos conselhos é 8.9.
  • Todos os Conselhos segregam as funções de CEOs e Chair.
  • 65% dos conselhos têm Vice-presidentes.
  • O número médio de reuniões por ano é 18,2 um dos mais altos entre todos os países. As reuniões especiais atingem 10,7 por ano, mais que o número médio de reuniões ordinárias (7,5).
  • As mulheres representam 9,4% do total de membros, uma das percentagens mais baixas na comparação internacional. Excluindo-se as suplentes, o percentual cai para 6,6%.
  • Menos da metade das empresas (46%) apresentam pelo menos uma mulher em conselhos.
  • A idade média dos Conselheiros é de 55 anos.
  • O percentual de Conselheiros estrangeiros é 8,3%.
  • 37% dos Conselheiros são considerados independentes de acordo com os requisitos brasileiros.
  • Novos Conselheiros nos últimos 12 meses representam 13% do total.
  • Os Comitês mais frequentes nas empresas no último ano foram os de Remuneração e Gente, seguidos pelos de Auditoria.
  • A remuneração média dos Conselheiros cresceu 29% em relação ao último ano, chegando a R$39.724 neste último ano.
  • Avaliação externa dos Conselhos ainda é pouco disseminada nas empresas. Apenas 6,4% das empresas analisadas reportaram ter realizado avaliação externa e independente dos seus Conselhos no último ano.

Highlights 2018

The 2018 Brasil Spencer Stuart Board Index highlights governance trends and practices of 187 companies listed in the special segments [B3] of the Brazilian Stock Exchange.

Now in its fourth edition, the index focuses on board composition, including data on committees and corporate governance practices.

  • The average board size is 8.9.
  • All boards segregate the CEO and board chair functions.
  • 65% of boards have vice presidents.
  • Boards included in the index had 18.2 meetings on average, which is among the highest of the countries we track. Boards averaged 10,7 special meetings per year, higher than the average number of ordinary meetings (7.5).
  • 9.4% of directors are women, one of the lowest percentages in our international comparison. Excluding the alternate directors, the percentage drops to 6.6%.
  • 46% of the companies in our index have at least one woman on the board.
  • The average age of directors is 55.
  • 8.3% of directors are foreigners.
  • 37% of all directors are considered independent, based on Brazilian regulatory requirements .
  • New directors (those who have been appointed in the past 12 months) represent 13% of all directors.
  • The most common committees in the last year were compensation and benefits/people, followed by audit.
  • The average compensation for directors has increased 29% in the last year, reaching R$39.724 this year.
  • Only 6.4% of the companies reported having external and independent assessments of their boards.

Destaques em 2018

A edição de 2018 do Brasil Board Index traz informações sobre as tendências e práticas de governança de 187 empresas listadas nos segmentos especiais da [B3], Bolsa de Valores do Brasil.

Em sua quarta edição, o Board Index está focado na composição dos Conselhos, incluindo dados sobre comitês e práticas de Governança Corporativa.

  • O tamanho médio dos conselhos é 8.9.
  • Todos os Conselhos segregam as funções de CEOs e Chair.
  • 65% dos conselhos têm Vice-presidentes.
  • O número médio de reuniões por ano é 18,2 um dos mais altos entre todos os países. As reuniões especiais atingem 10,7 por ano, mais que o número médio de reuniões ordinárias (7,5).
  • As mulheres representam 9,4% do total de membros, uma das percentagens mais baixas na comparação internacional. Excluindo-se as suplentes, o percentual cai para 6,6%.
  • Menos da metade das empresas (46%) apresentam pelo menos uma mulher em conselhos.
  • A idade média dos Conselheiros é de 55 anos.
  • O percentual de Conselheiros estrangeiros é 8,3%.
  • 37% dos Conselheiros são considerados independentes de acordo com os requisitos brasileiros.
  • Novos Conselheiros nos últimos 12 meses representam 13% do total.
  • Os Comitês mais frequentes nas empresas no último ano foram os de Remuneração e Gente, seguidos pelos de Auditoria.
  • A remuneração média dos Conselheiros cresceu 29% em relação ao último ano, chegando a R$39.724 neste último ano.
  • Avaliação externa dos Conselhos ainda é pouco disseminada nas empresas. Apenas 6,4% das empresas analisadas reportaram ter realizado avaliação externa e independente dos seus Conselhos no último ano.

Highlights 2018

The 2018 Brasil Spencer Stuart Board Index highlights governance trends and practices of 187 companies listed in the special segments [B3] of the Brazilian Stock Exchange.

Now in its fourth edition, the index focuses on board composition, including data on committees and corporate governance practices.

  • The average board size is 8.9.
  • All boards segregate the CEO and board chair functions.
  • 65% of boards have vice presidents.
  • Boards included in the index had 18.2 meetings on average, which is among the highest of the countries we track. Boards averaged 10,7 special meetings per year, higher than the average number of ordinary meetings (7.5).
  • 9.4% of directors are women, one of the lowest percentages in our international comparison. Excluding the alternate directors, the percentage drops to 6.6%.
  • 46% of the companies in our index have at least one woman on the board.
  • The average age of directors is 55.
  • 8.3% of directors are foreigners.
  • 37% of all directors are considered independent, based on Brazilian regulatory requirements .
  • New directors (those who have been appointed in the past 12 months) represent 13% of all directors.
  • The most common committees in the last year were compensation and benefits/people, followed by audit.
  • The average compensation for directors has increased 29% in the last year, reaching R$39.724 this year.
  • Only 6.4% of the companies reported having external and independent assessments of their boards.